O Demônio do Natal - Krampus


O nome Krampus vem de 'krampen', 'garra' em alemão antigo. Mas ele também possui outros nomes, dependendo da região, como Klaubauf, em algumas partes da Áustria, Pelzebock ou Pelznickel na Alemanha entre outros.



Krampus é um ser mitológico popular no folclore Alpino (Países que ficam perto dos Alpes; Suíça, França, Alemanha, Itália, Áustria, Eslovenia e Liechtenstein). Ele acompanha São Nicolau (ou Papai Noel como é mais conhecido) em suas visitas às casas das pessoas, e, enquanto Nicolau dá presentes às boas crianças, Krampus pune as más.



Sua aparência mais comum é quase a mesma que se dá aos demônios: Metade homem, metade bode, com chifres, cauda longa e uma língua enorme e comprida. Mas também ele pode ser caracterizado como um cavalheiro vestido de preto ou uma criatura muito cabeluda, dependendo da região em que se ouve sua história.

No Brasil é bem pouco falando sobre este Demônio. Acredita-se que o Krampus exista desde antes dos países germânicos tornarem-se cristãos, mas aparecendo sozinho nas histórias. Ele é uma figura tão forte do folclore europeu que conseguiu sobreviver à Inquisição da Igreja Católica, quando esta acusava e bania qualquer celebração que não fosse da religião. No século 17, o Krampus entrou nas festividades do Natal católico e começou a fazer companhia a São Nicolau em suas viagens.

Krampus entra nas casas procurando crianças más, que mentem, que se comportaram mal durante o ano; assim que encontra uma, ele a pune com correntes enferrujadas e depois as leva embora, colocando-as dentro de uma cesta para jogá-las em uma fogueira

Papai Noel nunca admitiria, mas Krampus é seu braço direito. É como se ele ajudasse o bom velhinho a classificar as crianças em boas ou más, para ver quem iria cuidar dela aquele ano. Na Alemanha e Austria, no dia 5 de dezembro, a noite, pessoas se vestem de Papai Noel e Krampus para visitarem as casas juntas, para dar doces, ou algumas varas para as crianças.

Agora cuidado o Krampus esta perto de vim..kkkk



Fontes:
Portal dos Mitos.
Wikipédia, a enciclopédia livre
OMGfacts.com

0 comentários: